Clube de Investimentos x Fundos: Conheça as diferenças


Os clubes de investimento e os fundos de investimento são, fundamentalmente semelhantes. Ambos funcionam como condomínio, com sistema de cotas que são distribuídas entre os participantes. Eles também devem ter 67% do patrimônio em ações, com alíquota de 15%.

No entanto, existem diversas diferenças entre os dois tipos de investimento que podem ser determinantes. Elencamos aqui as principais:

Gestão

A primeira característica que difere um clube de investimento de um fundo de investimento é por quem esses grupos são criados. Os fundos de investimento devem, impreterivelmente, ser montados e geridos por instituições financeiras.
Já os clubes de investimento podem ser criados por pessoas físicas, normalmente grupos com afinidades, como amigos e familiares, que tem maior participação nas decisões. No entanto, mesmo sendo criados por pessoas físicas, os clubes precisam ser administrados por uma instituição financeira – normalmente uma corretora de valores –, que fará a co-gestão do grupo.

Formação

O número de pessoas nos grupos também difere. Enquanto nos clubes de investimento o número é limitado, com o máximo de 50 membros, nos fundos de investimento não existe limite. A partir de 3 membros, o grupo pode chegar a centenas de integrantes.
Como já falamos, os clubes de investimento tendem a ser mais pessoais e formado por pessoas que já se conhecem ou possuem alguma ligação. Os fundos são abertos. Alguns bancos, por exemplo, possuem uma lista de fundos de investimento que os clientes podem escolher e participar.

Autonomia

Como os investimentos dos fundos são geridos totalmente por uma instituição financeira, quem participa desse tipo de investimento acaba por não ter muita autonomia na administração da carteira. Nos clubes de investimento essa autonomia é bem maior, pois os membros possuem influência ativa na gestão, tendo a possibilidade de adequar a carteira ao perfil o grupo.

Patrimônio

Essa diferença não é uma regra, mas uma recorrência. Os clubes de investimento costumam possuir um patrimônio mais enxuto em comparação aos fundos. Esse segundo pode ter um patrimônio que chega até os milhões de reais. Esse valor alto ajuda na hora de ter acesso aos ativos também de maior valor – e consequente possibilidade de maior lucro.

Taxas de administração

Por outro lado, as taxas de administração de um clube de investimentos é mais baixa que a de um fundo de investimento. O primeiro não possui gastos com auditorias ou fiscalizações da CVM. Já o segundo possui maior rigidez com auditorias, correspondências aos cotistas, fiscalizações, gerando gastos mais amplos.

E qual é melhor?

Como a maior parte dos casos no universo dos investimentos, não existe um tipo que seja melhor. O que acontece é que cada tipo é mais adequado a um perfil de investidor. Fundo e Clube de Investimentos são excelentes para quem está iniciando nesse universo.
Os fundos de investimento são melhores para quem quer investir mais e prefere investimentos administrados por instituições financeiras. Já para quem precisa investir um menor valor, com menos risco, quer mais autonomia em seus investimentos e ainda quer ter a oportunidade de aprender mais, os clubes de investimento são a melhor opção.

Independente de qual seja a sua escolha, a Vitória Investimento oferece todo o suporte para a criação e gestão que são necessários. Entre em contato com a gente e comece a investir já!

Quer saber mais detalhes? Entre em contato conosco sem compromisso: